Terça-feira, 16.08.11

"Uma rapariga simples", até ao fim de Agosto

A pedido de várias famílias, prorrogámos o prazo de entrega das vossas histórias até ao fim do mês de Agosto.

Queremos também o vosso feedback: 15 dias é pouco tempo para ler um conto e escrever uma história? Qual foi a dificuldade que encontraram?

Digam-nos de vossa justiça!

publicado por Autores às 10:56 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Terça-feira, 02.08.11

"Uma rapariga simples", Arthur Miller

Nessa segunda-feira de manhã, Janice acordou com frio, o que era estranho: parecia que um vento lhe soprava por cima à medida que despertava de um sono profundo, lembrando-se de que era Junho e que na véspera tinha estado calor em Central Park. E abrindo os olhos virada para ele, como de costume, viu que a cara dele estava estranhamente pálida. Apesar de nela ainda persistir o que ela chamava sorriso do sono e da habitual expressão de felicidade nas comissuras da boca. Mas parecia mais pesado em cima do colchão. Percebeu imediatamente e, com horror, levantou a mão e tocou-lhe na bochecha. Era o fim de uma longa história. O primeiro pensamento, como uma queixa contra um erro, foi: "Mas ele só tem sessenta e oito anos".

Medo, sem lágrimas, pelo menos exteriores. Só um golpe na parte de trás do pescoço. A vida dava punhadas.

- Ah! - lamentou-se em voz alta e juntando as mãos levou-as à boca. - Ah! - Inclinou-se para ele, o cabelo sedoso tocou-lhe na cara. Mas ele não estava lá. - Ah, Charles! - Uma certa raiva foi dispersada pela razão. E pela surpresa.

A surpresa permaneceu: toda a vida dele tinha sido qualquer coisa, tinha-lhe dado este homem, este homem que nunca a tinha visto. Ali estendido, era terrível.

Oh, se ela pudesse falar lhe mais uma vez, perguntar lhe ou dizer-lhe... O quê? A coisa que tinha no coração, a surpresa. Que ele a tinha amado e que nunca a tinha visto durante os catorze anos de vida em comum. Apesar de tudo, havia sempre qualquer coisa dentro dela que tentava deslocar-se para a linha de visão dele, como se com um relance de uma fracção de segundo os olhos dele pudessem acordar do seu sono eterno.

Que fazer agora? Oh, querido Charles, o que é que eu faço com tudo o resto?

ler o conto

 

Tema para Agosto (I):

escolhe uma das personagens secundárias e escreve uma história que possa ser integrada no conto original

 

 

_______________

  • O texto deve ser publicado no blog do seu autor até às 24 horas do próximo Domingo, dia 14 de Agosto.
  • Após a publicação o autor deverá deixar um comentário neste post  para que nos possa comunicar a sua participação e comprovar o cumprimento do prazo estabelecido.
  • A lista dos participantes, e links para os respectivos textos, será publicada na Segunda Feira, dia 15 de Agosto.

Dúvidas ? Consulta este post ou deixa-nos um comentário.
E façam o favor de se divertirem com isto !

publicado por Autores às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (10)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Agosto 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Ainda t~em algum volume à venda?
  • A fábrica faliu ou deslocalizou-se? É que assim fi...
  • A fábrica vai voltar a produzir? Tenho saudades!!
  • Sei que não participei mas, muito sinceramente, go...
  • Pois...Parece que o resto da malta tem mais férias...

arquivos

links

blogs SAPO